A motivação está dentro de você

Motive-se e faça bem feito
13 de fevereiro de 2014
Chega de atendimento precário
13 de fevereiro de 2014
Mostrar tudo

Se você é uma pessoa que fica esperando que o mundo externo o motive, saiba que as chances de criar motivação em sua vida serão pequenas. No mundo empresarial, existe uma discussão sobre as possibilidades de se motivar ou não uma pessoa. Este artigo não se propõe a contribuir com essa discussão, mas objetiva apresentar de forma resumida e simples aquilo que realmente promove a motivação pessoal.

A palavra motivação se autodefine: MOTIVOS PARA AÇÃO. Então, quando você coloca motivos importantes nos diversos contextos de sua vida, aí sim as chances de criar motivação se tornam maiores. Muitos estudiosos do comportamento humano já enfatizaram que um estímulo externo vai influenciar o estado de ânimo e bem-estar, mas isso não significa que motivará uma pessoa. A motivação é um processo interno muito mais duradouro que um simples estado de espírito. As pessoas que são verdadeiramente motivadas, quando estão diante de um problema não desanimam, elas encaram os problemas como um desafio a ser superado como se fosse mais um degrau que as levará ao êxito. Os estímulos, ou os fatores extrínsecos, podem ajudar uma pessoa a alterar o estado de espírito, mas a motivação dependerá essencialmente dos motivos intrínsecos dela, principalmente dos significados que atribui às coisas que a cerca.

Cecília Bergamini, em seu livro “Motivação nas Organizações” (1997), diz que o significado que cada um atribui àquilo que faz é o que determina a motivação. Cada um de nós possui um referencial e será isso que realmente dará sentido. É por isso que muitas vezes o estímulo externo não provoca a motivação, pois poderá estar muito distante dos significados, dos valores e anseios que o indivíduo possui dentro de si.

Fica evidente que a motivação extrínseca será diferente de pessoa a pessoa. O que funciona para um pode não funcionar para outro. Edson Gil, autor do livro “Liderança e Competitividade” (2003), aponta que a busca por um modelo certo para motivar um colaborador, procurando usar este modelo para outros também, já vem de muito tempo e com as pesquisas e teorias atuais percebe-se a impossibilidade de se motivar alguém.

Quantas pessoas que você conhece que recebem apoios, estímulos, recompensas, mas não saem do lugar. A “motivação” delas dura pouco. Existem pessoas que têm várias necessidades latentes e desejos como, por exemplo, um salário melhor, uma formação melhor, entre outros objetivos, mas passam boa parte da vida sem fazer nada para alcançar o que desejam.

É preciso compreender que satisfação e fatores de motivação não são a mesma coisa. Muitas pessoas vivem esperando que o mundo externo as satisfaçam e não entendem que a busca pela satisfação é o que gera motivação. Estar motivado é estar com a falta de algo importante e significativo. Pode parecer estranha esta ideia, mas é exatamente isso que vai gerar a automotivação, pois uma necessidade não satisfeita é o que gera um determinado movimento em busca da saciação desta.

Preste atenção quando você associar estados de alegria, felicidade e entusiasmo com motivação, pois você estará confundindo com a verdadeira motivação. É claro que quando você está motivado, esses estados são mais presentes porque a busca pela satisfação faz a jornada feliz e prazerosa, pois há um sentido nas ações que você está praticando. A motivação é caracterizada pelos comportamentos que desenvolvemos para buscar objetivos, atender necessidades e se autorrealizar. E você já parou para pensar naquilo que o satisfaz? Você já se deu conta que a sua desmotivação pode ser resultado de uma vida sem grandes significados? O que “mexe” com você? Qual é a sua grande realização?

Não fique esperando que as condições externas se tornem favoráveis para começar a agir e ter maior sucesso na sua vida pessoal e profissional. Siga essas dicas:

motivacao-Aja de acordo com os motivos que são importantes, os quais darão maior sentido à sua vida;

-Faça um planejamento pessoal e defina metas que envolvam as áreas: profissional, financeira, familiar, conhecimento/aprendizagem, saúde, social, entre outras;

– Procure viver seus objetivos, faça atividades que estejam ligadas a aquilo que você tanto deseja. Se ficar parado nada acontecerá, sendo assim, manifeste na realidade algo que o aproxime daquilo que sonha;

– Se afaste de pessoas negativas, mal humoradas e desmotivadas. “Se você almeja alçar voos de águia, não fique preso em terreiro de peru”.

Portanto, comece a desenvolver sua motivação intrínseca dando mais valor aos seus desejos e valores significativos. Zig Ziglar tem uma frase que se encaixa muito bem neste conceito de automotivação: “As pessoas dizem frequentemente que a motivação não dura. Bem, nem o banho – e é por isso que ele é recomendado diariamente”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *