Se sabe, por que não coloca em prática?

Freie o “vírus do vai assim mesmo”
13 de fevereiro de 2014
Princípios para uma liderança eficaz
13 de fevereiro de 2014
Mostrar tudo

Quando adquirimos um novo conhecimento que pode ser útil em nossas vidas, temos que colocá-lo em prática, não é mesmo? Enquanto o conhecimento adquirido não for aplicado, ainda não sabemos.

“Saber e não fazer, ainda não é saber” (Lao Tsé).

Nas palestras e treinamentos que ministro em diversas empresas e eventos, sempre uso um machado como símbolo marcante que estimula as pessoas a refletirem sobre a aplicação daquilo que aprenderam. Para reforçar ainda mais essa mensagem, criei um personagem chamado de “Machadinho”, o qual interage com os participantes através de animação em 3D. “Um machado sem uso pode enferrujar, e para usá-lo da melhor forma, é preciso mantê-lo afiado”. Aí está a importância em procurar atualizar seus conhecimentos e buscar novas informações constantemente, ou seja, “afiar o machado” para se manter sintonizado com o mundo.

Nos dias atuais, a informação é considerada o bem econômico mais importante, mas uma informação só terá o seu valor se for transformada em conhecimento. De que adianta possuir informação e conhecimento se não souber colocar em prática? Não terá validade nenhuma. É como se fosse um baú de pedras preciosas no fundo de um oceano.

Albert Einstein tinha uma frase que dizia o seguinte: “nada acontece até que algo se mova”. Nenhum valor terá o seu aprendizado enquanto não aplicá-lo, enquanto não movimentá-lo. É muito grande o número de pessoas que detêm a informação sobre algo, mas não aplicam o que “sabem” porque estão acomodadas e presas em hábitos que as deixam inertes e desmotivadas.

Imagine uma pessoa que precisa fazer uma dieta, ela sabe que não pode exagerar em alimentos gordurosos e artificiais, porém, saber e não fazer o que tem que ser feito não adianta nada. Analise, por exemplo, os profissionais das áreas de vendas e atendimento que não são treinados para prestar o melhor atendimento. Eles sabem que devem servir o cliente, devem ter ética em tudo que fazem, devem ter iniciativa e comprometimento, mas se não aplicarem o que sabem vão perder clientes para a concorrência.

Aplicar o que se sabe começa com coragem, com boa vontade. É preciso estar de mente aberta para aprender e depois “tirar de dentro para fora” aquilo que aprendeu, colocando em prática, pois só saber que sabe não vai agregar nada em sua vida. Portanto, tenha coragem para aplicar aquilo que sabe, tenha atitude. Saiba desde já que, quando colocar em prática aquilo que conhece, vai se surpreender sobre o quanto pode aprender ainda mais. Pense nisso.

“A coragem é a primeira das qualidades humanas, porque é a qualidade que garante as demais.” (Winston Churchill).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *