Cliente, eu não tô afim

O principal vendedor da empresa
17 de março de 2015
O que é felicidade?
13 de outubro de 2015
Mostrar tudo

Prezado leitor, como é a postura de uma pessoa que diz “eu não tô afim” para fazer alguma coisa: Postura de motivação? Garra, ou disposição? Creio que você respondeu “não” para essas perguntas. Agora, vamos analisar a postura e a atitude dos profissionais de atendimento: Já aconteceu com você, quando você foi até uma empresa para procurar uma solução de um problema, mas a pessoa que te atendeu estava com cara de “não tô afim”? Quantas vezes você ficou esperando por muito tempo para ser atendido em uma recepção sem ninguém tirar a bunda da cadeira para ir até você e dar uma satisfação?

Tem muita empresa espalhada pelo Brasil que transmite aos clientes uma imagem de “não tô afim”, ou seja, desinteresse e despreparo. Parece que o cliente não tem importância alguma, ele não é prioridade para a empresa. Isso acaba deixando a impressão que o serviço oferecido não é profissional. Gente com postura “não tô afim” criam barreiras e afastam clientes.

Atualmente, o poder de escolha dos clientes é muito grande. Isso faz com que eles sejam mais exigentes, eles até pagam um pouco mais se o atendimento oferecer agilidade, informação e solução para os seus problemas. Todos os profissionais que atuam no atendimento precisam oferecer uma experiência que faça o cliente perceber que ele foi atendido com total profissionalismo e dedicação. Até porque, a maneira mais rápida de perder um cliente é não demonstrar interesse ao atendê-lo. Para prejudicar a imagem da empresa, basta que os atendentes passem a imagem “eu não tô afim”, pois isso vai fazer com que o cliente espalhe para centenas de pessoas, através das redes sociais, toda a sua insatisfação com o atendimento.

Eu sei que na prática um serviço algumas vezes pode demorar, uma entrega atrasar, um cadastro ter que ser preenchido com mais detalhes. Mas, procure evitar ao máximo os atrasos, demoras, ou até mesmo deixar o cliente esperando em filas por muito tempo. Não podemos, jamais, nos conformarmos com trabalhos mal feitos e serviços realizados pela metade; é necessário ter um certo inconformismo com serviços que não agregam a devida qualidade. Se nos propomos a executar um serviço, então que seja bem feito.

O desafio de quem atua no atendimento é proporcionar a melhor experiência ao cliente, procurando superar suas expectativas. Os clientes precisam perceber que você está ali para servi-los. Então, caso ocorra algum imprevisto, por exemplo, o atendimento vai demorar mais que o previsto; pare o que estiver fazendo e explique ao cliente sobre o que está acontecendo. É obrigação de todos os atendentes deixar o cliente informado e seguro em relação ao atendimento. Dessa forma, você demonstrará interesse pelo cliente. Se, por algum motivo, o cliente tiver que esperar por muito tempo durante um atendimento ao telefone, anote o número dele e marque um horário para dar o retorno. Quando retornar, faça a ligação alguns minutos antes do combinado. Dessa forma, o cliente vai perceber que você e sua empresa estão se dedicando para ajudá-lo. O que não podemos, jamais, mesmo em situações que fogem ao nosso controle, é passar uma imagem de “não tô afim” aos nossos clientes.

Qualquer empresa que almeja manter ou aumentar seus lucros precisa entender que hoje em dia o atendimento é um dos principais fatores de diferenciação, pois, para a maioria dos clientes esse será o critério mais importante na hora de decidir onde comprar.

Portanto, não deixe um cliente sair da sua empresa com a imagem que o atendimento é amador, preguiçoso e despreparado. Evite cair na zona de conforto e encontre maneiras para oferecer um atendimento mais ágil, humano e profissional. O principal vendedor de sua empresa é o cliente, ele pode vender positivamente ou negativamente a empresa, dependendo a maneira como ele foi atendido por você. Você já parou para pensar sobre como os clientes estão falando da sua empresa? Pense nisso e bons negócios!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *